domingo, 19 de janeiro de 2014


01 - MEL DE ABELHAS

Mitos e verdades sobre este poderoso alimento das abelhas

 

ANO 01 – ARTIGO 01 – NÚMERO SEQUENCIAL 001 – 05 DE JANEIRO DE 2014

*por Armindo Vieira do Nascimento Junior – Goiânia/GO

Artigo

 

O mel de abelhas é o mais antigo adoçante utilizado pela humanidade. Registros dos primeiros povos de Stonehenge na Grã Bretanha datados de 8.000 a.C. já registravam a utilização do mel como poderoso adoçante. Povos antigos como os Fenícios, Hebreus, Cananeus e Egípcios também traziam a tona a utilização do mel na alimentação daqueles povos. Mais recentemente romanos e gregos iniciaram a apresentação do mel de abelhas não só como poderoso alimento, mas também a sua utilização no tratamento de patologias diversas. Até o Séc XIV o mel figurava como exclusivo adoçante natural vindo sofrer concorrência da Cana-de-açúcar em virtude do descobrimento do açúcar cristal e sua também utilização na alimentação humana. Entretanto, ao contrário do açúcar, o mel nunca perdeu seu posto de rico alimento dotado de vantagens nutricionais muito superiores ao açúcar tradicional. Recentemente o mel de abelhas voltou a ocupar a mesa dos consumidores de todo o planeta, em busca de alternativas saudáveis que possibilitem uma melhor qualidade e quantidade de vida gerando assim um mercado cada dia mais promissor e de elevada demanda pelo produto voltando a ocupar seu posto de produto valioso dentro da Cadeia Produtiva.

 

O que é mel?

Mel de Abelhas é o mel advindo das flores, do processo de visitação das abelhas as flores que sugam o néctar da mesma para carregar para a colmeia e armazenar o produto para sua alimentação. Não existe mel oriundo de outra fonte que não sejam as flores. Para ser mel e para receber a denominação de mel é condição imprescindível que o mesmo tenha sido colhido das flores pelas abelhas. Dessa maneira todo mel de abelhas autêntico e original possui sabor de mel, essa é uma das suas características; o mel tem sabor de mel, se ao comer mel você sinta o sabor de açúcar ou de cana, desconfie, seguramente aquele suposto “mel” não possui a sua origem das flores, condição imprescidível para que seja efetivamente mel de Abelhas.

 

Cristalização

Todo mel natural de abelhas sofre processo de cristalização e endurecimento. Isso não significa que o mel seja falsificado. Todo mel puro cristaliza, mas não açucara. Normalmente ao final de 4 a 8 meses o mel endurece na forma de cristalização. A cristalização do mel natural consiste no endurecimento na forma de um creme com aspecto pastoso, como um doce de leite. Retire o mel cristalizado e pastoso com uma colher e o coma. Não leve o mel cristalizado ao banho-maria. Ao contrário do que as pessoas no quotidiano fazem, ao levar o mel cristalizado ao banho-maria o mesmo perde suas propriedades terapêuticas não servindo sequer como adoçante. Portanto, consuma o mel cristalizado, único que preserva e mantém suas propriedades nutricionais e terapêuticas perfeitamente preservadas. O dito “mel falsificado” também endurece, entretanto é fácil distinguir o mel verdadeiro do falsificado. O mel falsificado ao endurecer açucara como rapadura, não vira um creme pastoso como o mel verdadeiro, vira na realidade uma pedra como rapadura, com gosto e cheiro de açúcar específicos de cana. Dessa maneira, ao comprar mel de abelhas que por ventura esteja cristalizado, observe se o mesmo está endurecido como pasta ou como pedra de rapadura, apenas o primeiro com aspecto pastoso é o mel verdadeiro.

 

Embalagem adequada

É comum no quotidiano das pessoas comprarem mel em garrafas recicladas de bebidas alcoólicas tampadas com pedaços de sabugo de milho, acreditando que, por estar embalado em uma garrafa dita “artesanal” seria o autêntico “mel da roça”. Vão engano. Em mais de 85% dos casos, mel vendido em embalagens recicladas de bebidas alcoólicas são produtos falsificados com adição de açúcar ou de ácido tartárico, embalados em condições higiênicas repugnantes e vendidos em condições ainda mais suspeitas: de porta em porta, em sacolas engarrafadas, em feiras e comércios não registrados. O autêntico mel de abelhas criado e colhido por apicultores criadores de abelhas possuem ambientes adequados para extração, separação das sujidades e envase limpo e seguro do mel de abelhas. Potes de vidro, bisnagas  ou garrafas plásticas virgens são obrigatórios por lei, bem como a rotulagem do produto onde deve estar marcado, além do nome “mel”, o apiário de origem, o endereço do entreposto que beneficiou o produto, o telefone de apoio ao consumidor e a composição nutricional do mel. Normalmente um mel rotulado em embalagem adequada é interpretado erroneamente pelo consumidor como “mel industrial” portanto, não verdadeiro. Vão engano. O verdadeiro mel de abelhas é vendido legalmente em embalagem própria, com rotulo adequado, advindo de entrepostos ou casas de mel devidamente higienizadas para tal serviço garantindo assim, no pote e na bisnaga um mel com todas as propriedades de quando foi extraído do favo na colmeia.

 

Como devo comer o mel?

Você deve comer o mel como come qualquer outro alimento. Sugerimos que substitua o tradicional açúcar cristal exclusivamente pelo mel de abelhas, não só consumindo o mel sozinho, mas também como adoçante de leite, café, sucos, salada de frutas, na massa de pães, massas e biscoitos, enfim, trazendo o mel para o quotidiano do dia a dia de sua família. Fazendo isso você estará incorporando um poderoso e saudável alimento no seio de sua família e colhendo os benefícios do consumo de tal produto.

 

Semana que vem continuaremos esse artigo falando das vantagens nutricionais do mel de abelhas e das desvantagens do açúcar cristal corroborando assim a tese da qualidade infinitamente superior do mel de abelhas em relação aos adoçantes artificiais da sociedade moderna.

 

A CIA DA ABELHA comercializa mel de Abelhas com qualidade referenciada e rastreada, advinda de ambientes livres de poluentes químicos e de lavouras, de floradas do cerrado brasileiro, de áreas monoflorais de cipó-uva, eucalipto e de áreas de laranjeira e girassol.

 

 

ANEXO A ESTE ARTIGO FOTOS DE ALGUNS DOS NOSSOS APIÁRIOS PRODUTORES DE MEL DE ABELHAS COM QUALIDADE. A NATUREZA NOSSO AGRADECIMENTO, POIS TUDO O QUE TEMOS E O QUE SOMOS DEVEMOS A ELA QUE NOSS DÁ GRACIOSAMENTE SEM COBRAR UM CENTAVO SEQUER.

 

*Armindo Vieira do Nascimento Junior, apicultor, apiterapeuta e acupunturista cria abelhas desde 1983. Já possuiu mais de 800 colméias de abelhas no entorno da capital mineira, Belo Horizonte com produção de mel e própolis verde tipo exportação. Atualmente reside em Goiânia, capital do estado de Goiás, onde possui 250 colméias de abelhas voltadas exclusivamente a produção do mel natural floral de abelhas. Fundou em 1988 a Cia da Abelha: www.ciadaabelha.com.br onde comercializa todos os produtos colhidos das abelhas e também materiais, equipamentos e insumos para pessoas que desejam também instalar apiários e para apicultores em todo o Brasil. Trabalha na capacitação de apicultores e profissionais da área alimentícia através de cursos diversos na área já tendo capacitado mais de 8000 profissionais da Cadeia do Agronegócio Apícola em quase 30 anos de atividade.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário